Moçambique: Frelimo quer que municípios resolvam problemas sociais

O secretário-geral da Frelimo mencionou nesta quarta-feira, 10 de novembro, alguns dos principais problemas que enfrentam os municípios sob gestão dos membros do partido no poder em Moçambique. Tal foi feito enquanto Roque Silva se encontrava em Chimoio, de acordo com “O País”. 

Desemprego (sobretudo juvenil), habitação, ordenamento territorial, saneamento urbano e erosão foram os problemas destacados durante o seu discurso na capital provincial de Manica, durante a abertura da reunião nacional de balanço de meio-termo do desempenho dos municípios sob gestão dos edis pertencentes à Frelimo. 

“A estes desafios somaram-se os efeitos nefastos dos fenómenos climatéricos extremos que devastaram as zonas centro e norte do país, logo após os primeiros meses do mandato, com destaque para os ciclones Idai e Kenneth, cujo impacto veio agravar-se com a eclosão da pandemia da Covid-19, o recrudescimento do terrorismo no norte e os ataques da Junta Militar da Renamo na região centro do país”, lembrou. 

Uma vez que lhe faltam cerca de dois anos para o fim do mandato, o representante da Frelimo frisou que só a solução desses problemas atravessados pelos municípios é que pode garantir a vitória da formação política nas próximas eleições autárquicas, previstas para 2022. 

“Temos a convicção de que os eleitores não votam num partido apenas pela importância do seu passado histórico, mas porque acreditam e depositam confiança de que determinado candidato ou partido irá encontrar as soluções dos seus problemas do dia a dia, e numa visão de curto, médio e longo prazos”, concluiu. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin