Moçambique: Funcionários públicos pedem acompanhamento psicológico

Os funcionários públicos e trabalhadores por conta própria, que já retornaram ao distrito de Muidumbe, depois do abandono por ataques terroristas, pedem ao governo para que lhes disponibilize acompanhamento psicológico, com vista a recuperarem-se dos efeitos do terrorismo.

O apelo foi expresso a 1 de Maio, numa mensagem, lida, na localidade de Muambula, posto administrativo da sede, distrito de Muidumbe, durante a celebração do Dia Internacional do Trabalhador.

Os funcionários e trabalhadores por conta própria, naquele distrito, também necessitam o apoio do governo para reconstrução das suas residências destruídas total e completamente em vários ataques terroristas.

Em Muidumbe, há funcionários, à semelhança de outros membros da população, que perderam quase tudo, ao terem as suas casas queimadas e roubadas pelos terroristas.

A necessidade de acompanhamento psicológico advém do facto destas pessoas se depararem todos os os dias com marcas de destruição. Por exemplo, aquando da abertura do ano escolar, numa das escolas, os professores e alunos encontraram ossadas humanas, noutro local foram encontrados crânios cujos corpos já tinham de decompostos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra e inflação faz Banco Central subir a taxa de juros 

Brasil: Guerra e inflação faz Banco Central subir a taxa de juros 

 O Comité de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, por unanimidade, elevar a taxa de juros (Selic) para 12,75%…
Cabo Verde: Abono de família aumentado após 11 anos de estagnação

Cabo Verde: Abono de família aumentado após 11 anos de estagnação

O Governo cabo-verdiano decidiu aumentar o valor do abono de família e das prestações complementares do sistema de proteção social…
Moçambique: Descobertos sete mil militares fantasmas nas FADM

Moçambique: Descobertos sete mil militares fantasmas nas FADM

O processo da prova de vida detetou cerca de sete mil militares fantasmas nas fileiras das Forças Armadas de Defesa…
Afeganistão: Proibida emissão de cartas de condução para mulheres

Afeganistão: Proibida emissão de cartas de condução para mulheres

As autoridades talibãs em Herat, cidade no Afeganistão, proibiram a emissão de cartas de condução a mulheres. A informação foi…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin