Moçambique: Funcionários que retornaram a Mocímboa da Praia pedem condições básicas

Não têm serviços de saúde básicos, banco e o negócio não está a fluir, por isso na última sexta-feira, os funcionários e agentes do Estado que retornaram a Mocímboa da Praia, na sua maioria professores, pediram ao governo para criar condições básicas para continuarem a cumprir o seu dever.

O pedido neste sentido foi formulado pelos Funcionários e Agentes do Estado, na sede do posto administrativo de Diaca, distrito de Mocimboa da praia, durante um frente a frente, entre aquela classe e o dirigente.

Em concreto, os servidores públicos, pediram a montagem de um banco e melhorias das condições de atendimento no posto de saúde local.

Reagindo, o Secretário do Estado, António Supeia, admitiu que as preocupações são legítimas, por isso o governo estava ainda a trabalhar para responder.

Neste momento, por força de trabalho e no âmbito de garantia dos serviços básicos, por exemplo, na educação, 120 funcionários, na sua maioria professores, já se encontra no posto administrativo de Diaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Dívida pública desce para menos de 60% do PIB

Angola: Dívida pública desce para menos de 60% do PIB

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que a dívida pública angolana deverá baixar de 86,3% do Produto Interno Bruto (PIB),…
Brasil: Crise institucional aumenta com declaração de ministro e confronto com ministro da Defesa

Brasil: Crise institucional aumenta com declaração de ministro e confronto com ministro da Defesa

O Ministro da Defesa do Brasil rebateu as declarações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís  Roberto Barroso e…
Visita de João Lourenço a Cabinda foi uma “folclórica actividade político partidária”, diz a FLEC

Visita de João Lourenço a Cabinda foi uma “folclórica actividade político partidária”, diz a FLEC

A organização independentista Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC-FAC) considera que a visita do presidente angolano João Lourenço…
Timor-Leste recebe mais de 90 professores portugueses esta segunda-feira

Timor-Leste recebe mais de 90 professores portugueses esta segunda-feira

A coordenadora timorense Antonieta de Jesus informou que são esperados nesta segunda-feira, 25 de abril, mais de 90 professores portugueses,…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin