Moçambique: Governadora do Niassa solidariza-se com famílias deslocadas em Mecula

A Governadora da província de Niassa, Elina Judite Massegele, solidarizou-se na  quarta-feira (12), com a população deslocada devidos aos ataques terroristas, neste momento acolhidas na sede do distrito de Mecula. São no total 1.192 famílias, correspondente a 3.803 pessoas que se encontram na situação de deslocados naquela província do norte de Moçambique.

“Estamos aqui para confortar e solidarizarmo-nos para com a população de Mecula vítima dos ataques dos terroristas. Temos de continuar a combater este mal que nos afecta e retarda o nosso desenvolvimento” manifestou aos presentes a Governadora do Niassa que assegurou o aumento do efectivo das Forças de Defesa e Segurança.

“Já reforçamos a PRM e FADM nas posições mais vulneráveis, com vista a conter o alastramento do fenómeno, incluindo os locais atacados. Porém, a população daqui de Mecula tem um papel importante na sensibilização para manter a vigilância e incentivar a denúncia de movimentos estranhos ao nível do distrito” – destacou Massegele que falava em comício popular.

O distrito de Mecula registou sete ataques, sendo o primeiro a 25 de Novembro de 2021, em Chiuca, seguidamente, nos dias 28, 29 e 30 do mesmo mês, assim como, nos dias 02, 08 e 22 de Dezembro, nos povoados de Macalange, Nalama, Lichengue, Nampewuesso e Naulala 1. O último ataque, deu-se no dia 22 de Dezembro do ano passado, na localidade de Naulala 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin