Moçambique: Governo assegura expansão de abastecimento de água

O Governo moçambicano informou que vai trabalhar, em coordenação com o setor privado, para a expansão da rede pública de abastecimento de água no país. O anúncio foi feito depois de ter sido assinado um acordo entre o Executivo e a Associação dos Fornecedores Privados de Água de Moçambique.

Segundo o Inspetor-geral das Obras Públicas, no Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Daniel Baloi, o Governo incentiva a participação dos fornecedores privados para prover água à população.

Já o presidente da Associação dos Fornecedores Privados de Água de Moçambique, Adriano Chirute, o acordo assinado com o Executivo vai permitir a integração do setor privado na expansão da rede de distribuição de água.

Para o Diretor Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento, Raul Mutevuie, o setor privado desempenha um papel fundamental no processo de distribuição de água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin