Moçambique: Governo avança que Exxon vai continuar em Cabo Delgado

O Governo de Moçambique informou que a Exxon, empresa multinacional de petróleo e gás dos Estados Unidos da América, garantiu-lhe a continuidade dos seus projetos de gás natural na província de Cabo Delgado

“Da parte das empresas, incluindo da Exxon, a indicação que temos foi de reafirmar a aposta no projeto de Afungi, mesmo depois das notícias que foram postas a circular” sobre a possibilidade contrária, declarou aos jornalistas o ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela. 

As declarações foram feitas à margem do sexto conselho coordenador do Ministério dos Recursos Minerais e Energia. O evento está a decorrer em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado. 

Também de acordo com Tonela, o país vai receber representantes da Exxon no início de novembro. O objetivo é fazer um ponto de situação em relação aos empreendimentos em Moçambique. “Temos estado a trocar informações com a Exxon, estando previsto para breve mais um encontro em Maputo, no início do mês de novembro”, disse. 

No entanto, o “Wall Street Journal” noticiou na semana passada que a Exxon está a analisar a possibilidade de cancelar investimentos como o que está previsto para o norte de Moçambique, alegadamente devido a pressões dos investidores para limitar a aposta em combustíveis fósseis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin