Moçambique: Governo debate com Frelimo, Renamo e MDM a atuação da Polícia nas eleições

O Governo moçambicano voltou a estar presente no Parlamento esta quinta-feira, 08 de novembro, para responder às perguntas feitas pelas bancadas parlamentares da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) e do Movimento Democrático de Moçambique (MDM).

Neste segundo dia da sessão de esclarecimentos do Governo à Assembleia da República, o tema que dominou o debate foi a atuação da Polícia durante o processo eleitoral, tendo as eleições autárquicas sido realizadas no país a 10 de outubro. Em resposta à insistência da Renamo, o ministro da Justiça reforçou que as autoridades agiram dentro das normas. Joaquim Veríssimo aproveitou o momento para responsabilizar a Renamo, maior partido da oposição, pela agitação ocorrida em algumas autarquias.

Por sua vez, o MDM exigiu que fossem divulgadas mais informações sobre os ataques registados na província de Cabo Delgado. Quanto a este assunto, o Governo esclareceu que não vai divulgar mais dados, tendo alegado que o caso já se encontra entregue à Justiça.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

O Governo guineense através do Decreto nº 1/2023 de 19 de Janeiro determinou que 23 de Janeiro, outrora dia dos…
Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

O Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) comentou a recente diminuição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA),…
Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, assumiu o compromisso de o país usar 77% de energia renovável até 2027. …
Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

O turismo e privatizações em Cabo Verde decidiram financiar o fundo MAIS, definido pelo Governo e criado com o objetivo…