Moçambique

Moçambique: Governo e Credit Suisse processados no caso “dívidas ocultas”

Grupos de investidores decidiram entrar na guerra judicial do caso “dívidas ocultas”, em Londres, ao processarem o banco Credit Suisse e o Governo moçambicano. Recorde-se que o polémico escândalo financeiro envolve dois bilhões de dólares norte-americanos.

Trata-se dos investidores VR Capital Group Ltd. e Farallon Capital Partners LP. Ambos estão a processar o banco de investimento em Londres pelo envolvimento do mesmo na obtenção de empréstimos para vários projetos marítimos fracassados, segundo informações de um processo legal disponibilizado.

Ambos os fundos, que possuem um total de cerca de 30 milhões de dólares norte-americanos em empréstimos, processaram igualmente o Governo de Moçambique, numa ação separada da Grã-Bretanha.

O objetivo destes investidores é recuperar assim os seus investimentos, além de danos não especificados.

Três antigos banqueiros do Credit Suisse declararam-se culpados nos Estados Unidos da América. Já um diretor de vendas da empresa contratada para fornecer os navios foi considerado inocente.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo