Moçambique: Governo estima produção interna de 2.9% em 2022

Ministério da Economia e Finanças de Moçambique prevê um crescimento de 2.9% na produção das empresas para 2022, apesar do impacto negativo causado pela pandemia da Covid-19. A prioridade será dada às áreas da agricultura, pesca, energia e indústria extrativa. 

As declarações foram feitas pelo ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, após uma reunião com a 2.ª Comissão, a do Plano e Orçamento da Assembleia da República. O encontro teve como objetivo avaliar o relatório de Plano Económico e Social (PES), e também o Orçamento do Estado, referente a 2020 e a uma parte de 2021. 

Também de acordo com Maleiane, o período 2020-2021 foi muito difícil para as empresas moçambicanas, tendo sido registadas grandes perdas. No entanto, mesmo com esses números, a evolução da situação sanitária no país levou a que alguns setores começassem a reerguer-se. 

“A projeção que nós fazemos para o crescimento da nossa economia para 2022 é de 2.9 por cento, e é necessário tomarmos em atenção que estamos a sair de 1.3 negativos em 2020 e agora com 1.5 em 2021, o que significa que 2.9 serão um grande esforço para lá chegarmos. Contudo, estamos otimistas”, partilhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin