Moçambique

Moçambique: Governo ineficaz na sobrelotação nos transportes públicos

O Ministério dos Transportes e Comunicações de Moçambique admitiu ter dificuldade em resolver o problema da sobrelotação de passageiros nos transportes públicos para travar a propagação da Covid-19principalmente nos grandes centros urbanos do país. 

A declaração foi feita pela vice-ministra do setor, Manuela Rebelo, durante a recente visita à província de Cabo Delgado.  

“É possível cumprir a lotação de passageiros, só que temos muita procura, não podemos descurar isso. Temos muita procura, mas tudo temos de fazer para que não seja por via do transporte público que a contaminação se propague”explicou. 

No entanto, apesar destes obstáculos, o Ministério dos Transportes e Comunicações considera possível o cumprimento das medidas sanitárias básicas decretadas pelo Estado de Emergência. 

A governante partilhou ainda que nos grandes centros urbanos, como Maputo e Beira, existem milhares de cidadãos à procura de meios de transporte. Para evitar a propagação do novo coronavírus, o ministério em questão tem exigido “que as viaturas sejam higienizadas, os passageiros obedeçam às regras usando a máscara e fazendo a medição de temperatura”. 

Este é um problema que afeta todo o país. No entanto, torna-se mais grave em cidades como Beira, Maputo e Nampula.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo