Moçambique: Governo já gastou 12.9 biliões de meticais a mais

Na 37.ª sessão do Conselho de Ministros de Moçambique foram mencionados dados relacionados com a execução orçamental de janeiro a setembro de 2021, tendo sido divulgados à imprensa no final da reunião. Durante esse período de tempo, o Estado terá tido gastos de 174.9 biliões de meticais. 

Esse número representa cerca de 13 biliões de meticais a mais quando comparado com o mesmo período de 2020, ano em que as despesas chegaram aos 161.9 biliões de meticais. 

Em contrapartida, o Estado conseguiu superar-se na arrecadação de receitas de janeiro a setembro de 2021, tendo obtido 198 biliões de meticais em nove meses. Este é um número maior do que os gastos e do que as receitas alcançadas no ano passado. 

“A cobrança de receitas ao Estado foi de 198.067,2 milhões de meticais, correspondente a 74.6% da meta anual contra 167.798,1 milhões de meticais cobrados em 2020, o que corresponde a 70.4% da meta de 2020, ou seja, um crescimento nominal de 19,5%”, declarou o porta-voz do Conselho de Ministros, Filimão Suazi, encarregue de dar o relatório da reunião aos jornalistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin