Moçambique: Grupo que atacou Mocímboa continua no local

O grupo de homens armados que atacaram a 12 de agosto o porto de Mocímboa da Praia, localizada em Cabo Delgado, continuam nessa vila. A informação foi avançada por fontes das Forças Armadas de Moçambique.

Segundo os relatos, os criminosos continuam na vila, que está atualmente isolada, tendo muitas forças de recuar. Várias infraestruturas foram vandalizadas e as linhas de comunicação encontram-se interrompidas no local.

A mesma fonte alega que a invasão ao referido porto causou um número desconhecido de mortos, incluindo membros da Força Marítima. Apesar de notar esforços para que haja mais reforços, sublinhou que a situação é muito séria e complicada, uma vez que não dá para contar com o porto de Mocímboa da Praia.

Esse ataque decorreu após vários outros. Já antes disso os insurgentes tinham feito, igualmente, invasões entre 05 e 12 de agosto às aldeias de Anga, Buji e Ausse.

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Defesa no dia 11 de agosto, pelo menos 59 atacantes morreram em operações de resposta das forças governamentais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin