Moçambique: Guebuza já não irá ao julgamento das “dívidas ocultas”

O antigo Presidente moçambicano Armando Guebuza já não vai ser ouvido no julgamento sobre as “dívidas ocultas”, que começou nesta segunda-feira, 23 de agosto, na Penitenciária de Máxima Segurança da Machava, situada na província de Maputo.

A informação foi avançada através de um comunicado da referida entidade judicial, onde consta o calendário das audições dos arguidos e declarantes do Processo de Querela 18/2019-C.

Neste julgamento estão acusados 19 moçambicanos no escândalo de contratação de dívidas ilegais no valor de 2.2 mil milhões de dólares norte-americanos, entre 2013 e 2014.

Foi através da divulgação do referido calendário que se verificou que o nome de Guebuza não constava na lista dos declarantes a serem ouvidos pelo juiz da 6.ª Secção Criminal do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, Efigénio José Baptista.

A audição de Armando Guebuza estava marcada para 06 de outubro. Também o nome de Alberto Mondlane, na altura ministro do Interior, e de Filipe Nyusi, então ministro da Defesa Nacional, foram retirados da lista pelo Tribunal Supremo de Moçambique.

Em contrapartida, o Tribunal Supremo chamou mais declarantes, tendo a lista passado de 68 para 75. Os novos chamados são Arlindo João Gale, Arlindo João Ngale, BilaI Ismael Seedat, Caice Merana Duarte Salé, Carlos Pedro Malate, Eduardo Teodoro França Magaia, Elcy Cebyl Tholecy Venichand, Eugénio Albertina Mapanzane, Imran Ahmad Adam Issa e Nuno Simão Sofar Mucavel.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

O diário de Anne Frank regressa em 2023

O diário de Anne Frank regressa em 2023

Depois de uma temporada de 4 meses no Teatro da Trindade INATEL e com mais de 30 mil espectadores, o…
Angola: Consulado de Portugal abre agendamento para pedido de vistos

Angola: Consulado de Portugal abre agendamento para pedido de vistos

Consulado Geral de Portugal em Luanda anunciou a abertura, no próximo mês de fevereiro, de agendamento para pedido de vistos.…
Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

As autoridades timorenses distribuíram cestas básicas a menos de metade dos beneficiários previstos durante os primeiros seis meses de implementação…
Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

A Assembleia Nacional de Cabo Verde aprovou na especialidade, por proposta do Governo, as novas alterações ao diploma que aperta…