Moçambique

Moçambique: Guerra em Cabo Delgado piorará crise alimentar

A organização não governamental (ONG) Rede de Sistemas de Aviso de Fome (FEWS NET na sigla inglesa) alertou que a situação de guerra na província moçambicana de Cabo Delgado deverá provocar, até maio deste ano, o aumento do número de deslocados internos e piorar a situação de crise alimentar dessa zona.

Ainda de acordo com a mesma fonte, a crise alimentar é igualmente agravada pela seca nas zonas do Sul e Centro de Moçambique. No entanto, continuou, “é de esperar que ajuda alimentar humanitária sirva para mitigar as consequências mais graves”.

Esta ONG lembrou que o Programa Alimentar Mundial ofereceu ajuda alimentar em novembro do ano passado. O auxílio chegou a mais de 630.000 pessoas através de Moçambique o que, referiu também, representa apenas 29% das suas estimativas de necessitados.

O relatório divulgado indica que os frequentes ataques armados em Cabo Delgado estão “a forçar milhares de pessoas a fugirem e a perderem acesso a fontes típicas de alimentação e rendimento”.

Estimam-se pelo menos 355 mil pessoas, havendo possivelmente mais de 560 mil atualmente deslocados, não podendo assim trabalhar na agricultura ou atividades de rendimento.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo