Moçambique: Guerrilheiros da Renamo distanciam-se da Renam Democrática

Os guerrilheiros e desmobilizados da Renamo desconhecem e querem distância da Renam Democrática, segundo “O País”. Trata-se de um novo movimento criado por Vitano Singano, ex-membro do maior partido da oposição em Moçambique.

O movimento é formado por um grupo que se intitula dissidente da Renamo e promete criar uma coligação para fazer frente à Frelimo, formação política no poder.

Ao todo, são 450 guerrilheiros e desmobilizados da Renamo que se distanciam desse novo movimento. “Ele [Vitano Singano, antigo presidente da Liga da Juventude da Renamo] já não está connosco. O que nós estamos a reivindicar, como desmobilizados, é que não use o símbolo da Renamo, nem pode falar o nome da Renamo. Querendo formar partido, que forme partido dele, não deve incluir o nome do partido nem os desmobilizados da Renamo”, disse um dos desmobilizados, Sebastião Mussindo.

Segundo este grupo, os mentores da Renam Democrática querem desmobilizar a Renamo e colocar em causa a democracia. “Esses indivíduos pretendem acabar com a democracia neste país, que representa um bem necessário para os moçambicanos”, afirmou outro desmobilizado, Benício Chiúre.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Angola: Acidentes de viação são segunda causa de morte do país

Angola: Acidentes de viação são segunda causa de morte do país

A Vice-Presidente de Angola, Esperança da Costa, partilhou a sua surpresa no que diz respeito à existência de um grande número…
Moçambique recebe mais USD 59 milhões do FMI para OE

Moçambique recebe mais USD 59 milhões do FMI para OE

O Fundo Monetário Internacional (FMI) concluiu a primeira avaliação do programa de financiamento de três anos ao Orçamento do Estado…
Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…