Militares na província de Cabo Delgado

Moçambique: Habitantes de Cabo Delgado sofrem com Estado de Sítio

Os habitantes da província de Cabo Delgado têm sofrido com a existência de ataques armados desde outubro de 2017, o que já causou, pelo menos, 350 mortes e afetou mais de 156.400 pessoas, que tiveram de abandonar as suas casas e terras em busca de locais seguros. A autoria das invasões mais recentes foi reivindicada pelo Estado Islâmico.

Agora, para além de ataques armados, nove distritos de Cabo Delgado passam por uma situação de Estado de Sítio, com os generais das Forças Armadas de Defesa de Moçambique a assumirem o comando.

De acordo com as fontes militares que avançaram esta informação, os Administradores desses distritos já não estão nos seus postos de trabalho, algo justificado pelo facto de, nos últimos dois ataques registados nas vilas de Mocímboa da Praia e Quissanga, não terem sido encontrados nas residências oficiais.

Por causa de indícios de corrupção militar, contaram, houve uma alteração a nível de atuação operacional, o que levou à substituição do Coronel que liderava as Forças de Defesa e Segurança (FDS) por um Brigadeiro.

As fontes realçaram que quando acontece a substituição de dirigentes civis por militares “é porque a situação é mesmo crítica”.

O ministro da Defesa Nacional de Moçambique, Jaime Neto, declarou recentemente que as FDS precisam de mais reforço, o que já começou a fazer notar-se com a chegada de mais mercenários para combaterem as invasões em Cabo Delgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin