Moçambique: Inflação atingiu 1,52% em dezembro

Moçambique registou em dezembro do ano passado uma inflação mensal de 1,52%, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE). O número foi obtido com base nos dados recolhidos nas cidades de Beira, Maputo e Nampula. 

“Os preços da divisão de Alimentação e bebidas não alcoólicas variaram em 3,79%. Esta divisão comparticipou para o total da inflação mensal com cerca de 1,22 pontos percentuais (pp) positivos”declarou o INE em comunicado de imprensa. 

Ao analisar a variação mensal por produto, a mesma entidade destacou o aumento dos preços do coco (32,2%), frango vivo (15,3%), couve (14,0%), tomate (12,2%), frango congelado (6,1%), cerveja para consumo fora de casa (3,8%) e refeições completas em restaurantes (1,3%). 

“Estes foram responsáveis por cerca de 0,88 pontos percentuais positivos do total da variação mensal”, disse ainda. 

Houve outros produtos em que não se verificou um aumento de preço, como foi o caso do limão (22,0%), vestidos para senhoras (6,4%), cadeiras (2,1%), gasolina (1,4%), cigarros (1,2%), gasóleo (1 %) e carapau (0,8%). Assim, contribuíram com 0,17pp negativos, aproximadamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Os dados do Cadastro Social Único (CSU), divulgados pela Secretária de Estado para a Inclusão Social, Lídia Lima, indicam que…
Angola: BNA reduz taxa de juro base

Angola: BNA reduz taxa de juro base

O Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola (BNA) reduziu a taxa de juro base em 0,5%. Esta passou…
ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

O representante especial adjunto do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Afeganistão, Markus Potzel, afirmou que a…
NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, afirmou nesta sexta-feira, 30 de setembro, que a anexação dos territórios ucranianos à Rússia representa…