Moçambique

Moçambique: Jean Boustani considerado inocente no caso das dívidas ocultas

O negociador da empresa Privinvest e cidadão libanês Jean Boustani, julgado num tribunal federal de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), devido a negócios ligados às dívidas ocultas de Moçambique, foi considerado inocente pelo júri norte-americano nesta terça-feira, 03 de dezembro.

Boustani foi acusado pela Procuradoria Federal dos EUA de conspirações para cometer fraude de transferências, fraude de valores mobiliários e lavagem de dinheiro, tendo o julgamento começado a 15 de outubro. No entanto, o juiz William Kuntz II declarou que o arguido foi “exonerado”.

O veredicto de inocência foi decidido por unanimidade pelas 12 pessoas do júri responsáveis pela decisão.

Após a conclusão, o absolvido abraçou os advogados que o representavam e agradeceu ao juiz, tendo afirmado que os 11 meses passados na prisão preventiva em Nova Iorque “não foram fáceis”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo