Moçambique: Jovens do distrito de Muidumbe antecipam regresso através da limpeza

A 7 de abril de 2020, o distrito de Muidumbe, em Cabo Delgado, foi fortemente atacado por terroristas, uma invasão que forçou o abandono da população em muitas aldeias, que se refugiaram em Mueda, cidade de Pemba, Montepuez e noutros pontos, incluindo a província de Nampula.

Hoje com a tendência de retoma gradual da situação de segurança, em resultado da destruição de bases terroristas pelas forças conjuntas moçambicanas, ruandesas e da SADC, a população está a retornar e algumas actividades, com o sector da educação e da saúde já implantados.

É nesta óptica, que jovens voluntários que já se encontram a regressar naquele distrito e organizados em pequenos grupos, estão a fazer limpeza com recursos a meios locais ( enxadas, catanas, e foices) nas aldeias, sobretudo em edifícios públicos, para antecipar o regresso da maioria da população e de outros serviços públicos.

No último fim-de-semana, 152  jovens de ambos sexos, efectuaram limpeza ao edifício do Governo Distrital, e nos próximos dias regressam para limpar a Residência Oficial do Administrador Distrital e de outros membros do governo e do Centros de saúde.

Falando momentos depois da limpeza, o Secretário da Organização da Juventude Moçambicana em Muidumbe, Laisse Agostinho Sueta, apelou a união dos jovens até que todos os serviços básicos sejam restabelecidos pelo governo, o que pode permitir o regresso total das populações que ainda não decidiram retornar às suas casas.

Os jovens foram apelados igualmente, a não se juntar aos grupos terroristas nem deixar-se enganar por falsas promessas de indivíduos mal intencionados.

Uma das expectativas que os jovens têm está relacionada com a provisão dos serviços de identificação civil, uma vez que a maior parte deles perdeu documentos durante a fuga depois dos ataques terroristas.

No entanto, a campanha de limpeza ainda não abrangeu e não prevê abranger a zona baixa do distrito de Muidumbe, onde se localiza a aldeia Xitaxi, local onde no dia 7 de abril de 2020, 53 jovens de ambos os sexos foram massacrados depois de se recusarem a filiarem-se no movimento terrorista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Nangade alvo de raptos e mortes pelos terroristas

Moçambique: Nangade alvo de raptos e mortes pelos terroristas

O distrito de Nangade, localizado a norte da província moçambicana de Cabo Delgado, foi novamente invadido por terroristas. Este ataque…
Rússia: Sanções podem causar 200 mil desempregados em Moscovo

Rússia: Sanções podem causar 200 mil desempregados em Moscovo

A Câmara de Moscovo partilhou nesta segunda-feira, 18 de abril, que cerca de 200 mil pessoas em Moscovo correm o…
Revista de Imprensa Lusófona de 18 de abril de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 18 de abril de 2022

No Brasil “O Globo” tem em manchete “Ministros do STM faziam piadas sobre casos de tortura, diz historiador Carlos Fico”.…
ONU homenageia Brasil com exposição sobre o diplomata Rui Barbosa

ONU homenageia Brasil com exposição sobre o diplomata Rui Barbosa

A Missão do Brasil na ONU e a Fundação Casa de Rui Barbosa vão promover a exposição “Rui Barbosa, Cidadão…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin