Moçambique

Moçambique: Mais de 33 mil cidadãos abandonaram norte do país

Habitantes de Cabo Delgado
Habitantes de Cabo Delgado

Foram mais de 33 mil as pessoas que deixaram, na última semana, a província de Cabo Delgado, em Moçambique. A informação foi divulgada pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), agência das Nações Unidas. 

Segundo esta entidade, “mais de 33.000 pessoas deslocaram-se para sul na última semana, incluindo muitos que foram obrigados a fugir devido aos mais recentes incidentes de insegurança”. 

“Houve um aumento de quatro vezes do número de deslocados na área, para mais de 355.000 face aos 88.000 do início deste ano”, pode ler-se na nota partilhada pela OIM em relação à violência ocorrida no norte do país. 

“Os relatos da violência contra civis no norte de Moçambique são profundamente perturbadores”, acrescentou a chefe da missão da OMI em Moçambique, Laura Tomm-Bonde. 

“Em cooperação com o Governo de Moçambique, a OIM, enquanto parte da ONU [Organização das Nações Unidas], está a fornecer assistência humanitária imediata, mas os recursos disponíveis não cobrem as necessidades de apoio humanitário extensivo às famílias que chegam com nada depois de se deslocarem”, concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo