Moçambique: Manzoni acusado de oferecer USD 4 milhões a Nhongo

O enviado especial do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para Moçambique, Mirko Manzoni, está a ser acusado de ter oferecido quatro milhões de dólares norte-americanos (três milhões de euros) ao líder da autoproclamada Junta Militar da Renamo, Mariano Nhongo

Manzoni é também coordenador do grupo de contacto entre a Renamo e o Governo no processo de Desarmamento, Desmilitarização e Reintegração (DDR) dos homens armados do referido partido. Nesse âmbito, manteve conversações com Nhongo na província de Sofala. 

O “Africa Monitor”, publicação editada em Lisboa, capital portuguesa, avançou que Manzoni ofereceu a Nhongo contrapartidas financeiras para a auto-dissolução da Junta Militar da Renamo e a adesão ao processo de DDR. O general, dirigente do grupo armado, terá rejeitado esta proposta. 

Depois dessa rejeição, Manzoni terá, alegadamente, recorrido ao deputado Manuel Bissopo, antigo secretário-geral da Renamo, que é conotado como oposição interna à atual liderança de Ossufo Momade e mais próximo de Nhongo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin