Moçambique: MDM acusa Frelimo e Renamo de desestabilizarem CNE

O MDM decidiu não marcar presença no encerramento da segunda sessão da IX Legislatura do Parlamentoque decorreu nesta quinta-feira, 17 de dezembro. Entretanto, o partido chamou a imprensa pra explicar o sucedido. 

De acordo com o MDM, também não participou na apresentação do informe anual do Presidente da República, Filipe Nyusi, para chamar atenção do povo em relação à maneira como a política tem sido feita no país. 

A formação política da oposição considera que existe falta de clareza e equilíbrio na escolha dos membros que compõem a Comissão Nacional de Eleições (CNE). Assim, coloca em causa a maneira como foi conduzido o processo de eleição desses membros, oriundos da sociedade civil para a CNE. 

Para o MDM, houve recurso à coligação entre a bancada parlamentar maioritária e a segunda, promovendo então uma política bipartidária. 

Esta eleição dos membros da CNE decorreu na terça-feira. Dos elementos que compõem o órgão, apenas um é do MDM.

One Comment

  1. Amadeu Gaspar

    Não acham, que ao fim de 45 anos, já era tempo de se entenderem e caminharem juntos, rumando ao um futuro próspero. Para bem de todos os Moçambicanos. Só todos unidos é que conseguem enfrentar e vencer, o que se está a passar já alguns anos em Cabo Delgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Apoios extraordinários  pagos às famílias a partir de 20 de outubro

Apoios extraordinários pagos às famílias a partir de 20 de outubro

Os apoios extraordinários a titulares de rendimentos e de prestações sociais das famílias (de 125 euros), jovens e crianças (de…
Moçambique: Nyusi anuncia seis membros de honra da Frelimo

Moçambique: Nyusi anuncia seis membros de honra da Frelimo

O reeleito líder da Frelimo, Filipe Nyusi, proclamou seis membros de honra do partido nesta segunda-feira, 26 de setembro. Segundo…
Guiné Equatorial assina Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares

Guiné Equatorial assina Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares

A Guiné Equatorial assinou o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares, aprovado por uma conferência diplomática na Organização das Nações…
Engenharia Mecânica da Universidade de Coimbra assinala 50 anos

Engenharia Mecânica da Universidade de Coimbra assinala 50 anos

No âmbito das comemorações dos 50 anos da criação dos cursos de engenharia na Universidade de Coimbra (UC), o Departamento…