Moçambique

Moçambique: MDM denuncia agressão contra membros do partido na campanha eleitoral

(c) MDM - Movimento Democrático de Moçambique

O MDM ao nível da província de Maputo denunciou a ocorrência de agressões físicas a quatro membros do partido e a vandalização de duas viaturas por supostos integrantes da Frelimo, tendo referido que os actos foram praticados na segunda-feira, 09 de setembro, no distrito de Magude.

A formação política da oposição convocou uma conferência de imprensa esta terça-feira, 10, para partilhar que, após dez dias da campanha eleitoral, a mesma já está a ser manchada por agressões físicas contra quatro jovens elementos do MDM na altura em que apelavam ao voto em Mahele, Mapulangwene e Matsandzane.

Para o partido não restam dúvidas de que os protagonistas da agressão são membros e simpatizantes do partido no poder, que fizeram de tudo para impedir a caça ao voto do MDM naquele dia, de acordo com o próprio.

“Nossos do MDM foram atacados por membros da Frelimo em plena campanha eleitoral. Na segunda-feira, quatro jovens foram agredidos fisicamente tendo contraído ferimentos ligeiros em Mahele, Mapulangwene e Matsandzane. Fomos agredidos porque aqueles não queriam que fizéssemos a campanha naquele dia. Esta situação é lamentável e inadmissível”, afirmou Renato Muelega, membro da Comissão Política Nacional da organização política.

O partido liderado por Daviz Simango disse estar agastado com o alegado silêncio da Polícia da República de Moçambique e da Procuradoria-geral da República em relação ao que tem sucedido.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo