Moçambique: MDM na Beira contesta candidatura de Lutero Simango

Alguns membros do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) na cidade da Beira opuseram-se nesta quinta-feira, 07 de outubro, à candidatura de Lutero Simango para a presidência do partido. Aqueles que criticaram são apoiantes da candidatura de José Domingos e usaram o argumento de que Lutero pertence a uma outra formação política. 

Domingos acusou recentemente Simango de pertencer ainda ao Partido de Convenção Nacional (PCN). Em reação ao sucedido, o acusado veio a público negar a informação de que fazia parte de outra organização política que não fosse o MDM. 

No entanto, os apoiantes de Domingos não acreditaram em Simango. Como tal, já exigiram que o visado apresentasse publicamente provas que confirmassem que não é membro de outro partido. 

De acordo com Vasco Francisco, adjunto mandatário da candidatura de José Domingos, a saída de Lutero Simango do PCN seria comprovada pela devida publicação no Boletim da República, o que não aconteceu. 

“Queremos convidar o cidadão Lutero Simango a demonstrar devidamente que as nossas alegações não constituem verdade”, disse Vasco Francisco. “Não queremos correr o risco de sermos um partido impedido de participar dos processos democráticos do país por violar o número 2 do artigo 74 da Assembleia da República, que advoga que a estrutura, composição e funcionamento dos partidos políticos devem ser democráticos”, acrescentou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin