Moçambique: MDM proíbe vendedores de rua durante Covid-19

O presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e edil da Beira, Daviz Simangoinformou que a partir da próxima segunda-feira, 18 de janeiro, não quer ver vendedores na rua. 

O motivo deve-se à pandemia da Covid-19, querendo o dirigente evitar esta propagação. Como tal, defendeu que todos os vendedores deveriam estar nos mercados para ser mais fácil controlar. 

“A partir de segunda-feira, vamos evitar que haja vendedores na rua e que aqueles que queiram o fazer o façam dentro dos mercados previamente definidos e assim estaremos a criar condições para a redução da transmissão (dos casos de Covid-19), disse. 

Simango anunciou ainda que as autoridades municipais vão reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas administrativas previstas no decreto sobre o Estado de Calamidade Pública. 

Na autarquia da Beira existem mais de 200 casos ativos, segundo as informações oficiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Num estudo com 7.675 australianos, o maior consumo de frutas foi associado a melhores índices de tolerância à glicose e…
Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

O dirigente da bancada do PAICV, Nilton Delgado, realçou no discurso feito na sessão solene da Assembleia Municipal do Paul que a pobreza é o maior desafio neste concelho. …
A falta de educação matemática afeta negativamente o desenvolvimento do cérebro

A falta de educação matemática afeta negativamente o desenvolvimento do cérebro

Um novo estudo, publicado este mês no Proceedings of the National Academy of Sciences, mostra que, dentro da mesma sociedade,…
Moçambique: Total diminui força de trabalho no país

Moçambique: Total diminui força de trabalho no país

A petrolífera francesa Total decidiu reduzir a sua força de trabalho em Moçambique, na sequência do recente ataque armado contra Palma. Recorde-se que este local é…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin