Moçambique: Ministro da Defesa admite que há ataques terroristas que não se podem evitar

Uma nova vaga de ataques tem estado a semear o terror na região de Cabo Delgado e já levou milhares de pessoas a procurarem refúgio no distrito de Namapa, Província de Nampula.

O ministro da Defesa, Cristóvão Chume, falando recentemente à imprensa, admitiu que o combate ao terrorismo é um caminho complexo e moroso. Cristóvão Chume garantiu, ainda assim, que as tropas no terreno não vão permitir que os terroristas voltem a ocupar distritos inteiros.

“O combate ao terrorismo, não só em Moçambique, mas em todas as partes do mundo, é um combate difícil que precisa de coragem, de unidade de esforços e, principalmente, que não haja muita ansiedade por parte da comunidade nacional para ouvir resultados imediatos no seu combate”, explicou Cristóvão Chume.

O governante tranquilizou a população, afirmando que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) e o contingente da SAMIM e do Ruanda estão a trabalhar para combater estes grupos e minimizar o risco de radicalização.

“Vamos assistir situações como estas que aconteceram em Chiúre, em Metuge e noutras zonas”, acrescentou o titular da pasta da Defesa, sublinhando que “há alguns ataques que não poderemos evitar, mas a nossa missão como Forças de Defesa é de negar que o terrorismo volte a florescer, não só na província de Cabo Delgado mas em todo território nacional”.

Entretanto, há registos de ataques, este sábado, em Quissanga, e, durante o domingo, circularam notícias da ocupação pelos terroristas da sede do Posto Administrativo da Ilha do Ibo. Ainda assim, não há, até ao momento, qualquer confirmação oficial.

A nova vaga de ataques, em Cabo Delgado, já obrigou ao deslocamento de mais de 67 mil pessoas das suas terras de origem.

Aurélio Sambo – Correspondente

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Excesso de mortalidade por calor vai aumentar nos próximos

Excesso de mortalidade por calor vai aumentar nos próximos

O jornal “Público” avançou que uma equipa de cientistas internacionais calculou o impacto na mortalidade resultante dos efeitos das alterações…
Moçambique: Recondução de Momade é garantia de vitória da Frelimo

Moçambique: Recondução de Momade é garantia de vitória da Frelimo

O comentador residente da Rádio Moçambique, Hilário Chacate, defendeu, após o Congresso da Renamo, que a reeleição de Ossufo Momade…
Angola: Operadoras de transportes públicos devem milhões ao Estado

Angola: Operadoras de transportes públicos devem milhões ao Estado

As operadoras de transportes públicos devem mais de 40 milhões de kwanzas ao Estado na província angolana do Cuanza Sul. …
Cabo Verde: UCID critica empréstimo bancário em época pré-eleitoral

Cabo Verde: UCID critica empréstimo bancário em época pré-eleitoral

O eleito municipal da UCID em Santo Antão, José Graça, disse que se trata de uma “manobra para manipular a…