Moçambique: Momade quer dialogar com Nhongo

O líder da Renamo, Ossufo Momade, reiterou a disponibilidade para dialogar com o dirigente da autodenominada Junta Militar da Renamo, general Mariano Nhongo.

O objetivo desta iniciativa para a harmonia é colocar um fim aos ataques armados ocorridos nas províncias de Sofala e Manica. Esses actos são levados a cabo pela referida Junta Militar, que nunca aceitou Momade como presidente do maior partido da oposição em Moçambique.

A manifestação de disponibilidade para o diálogo foi dita após Momade ter aterrado no aeródromo de Quelimane nesta segunda-feira, 07 de setembro. A deslocação serviu para dar início a uma visita de trabalho de três dias à província da Zambézia.

“Não há razão de alguém pegar em armas porque tem uma diferença dentro do partido. Qualquer sujeito, qualquer membro que tenha um problema dentro do partido, que traga dentro do partido, porque nós temos órgãos dentro do partido”, começou por dizer.

“Se não quer falar com Ossufo, que fale com o partido para que os seus problemas sejam solucionados. Para dizer que o apelo que eu deixo para o meu irmão Nhongo é que ele volte a razão”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

A ilha cabo-verdiana de Santo Antão registou uma redução “drástica” no número de turistas em 2020, uma vez que foram contabilizados apenas 12.620 no ano passado. Este…
Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

O Banco Mundial (BM) prevê que a economia moçambicana recupere gradualmente ainda neste ano de 2021. No entanto, alerta para os riscos significativos de uma queda, devido à incerteza sobre o caminho…
Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

O Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Alfonso Lopez, informou que o Ministério Público registou 2.577 casos pendentes a nível nacional. O anúncio foi…
Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin