Moçambique: Mondlane considera ilegal perfil aprovado pela Renamo

O político Venâncio Mondlane considera ilegal o perfil de candidato presidencial da Renamo aprovado pelo Conselho Nacional do partido

Os 160 membros do Conselho Nacional da Renamo aprovaram recentemente que para presidir a organização política é necessário ter militado há 15 ou mais anos, sem interrupção, além de ter exercido alguma função de relevo, como ser membro do Conselho Nacional, e de nunca ter demonstrado comportamento de indisciplina, entre outras exigências. 

Neste sentido, Mondlane decidiu submeter uma queixa ao tribunal com denúncias contra a formação política. 

De acordo com o jornal “O País”, o político já pensa na possibilidade de concorrer às eleições presidenciais como candidato independente. O sufrágio está marcado para 09 de outubro. 

No entanto, aguarda para já pela resposta à providência cautelar que submeteu ao Tribunal Judicial de Maputo a acusar a Renamo de violar um acordo entre si e o partido. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Macau: Cidades do interior da China emitem vistos para Região

Macau: Cidades do interior da China emitem vistos para Região

A partir desta semana, mais oito cidades do interior da China passam a emitir vistos individuais para Macau e Hong…
Portugal deveria reconhecer “ter abusivamente alienado o território de Cabinda”

Portugal deveria reconhecer “ter abusivamente alienado o território de Cabinda”

Dois dias antes da comemoração dos 50 anos da Revolução do 25 de Abril, o Presidente português, Marcelo Rebelo de…
Universidade de Coimbra avalia impacto ambiental do ciclo de vida de diferentes tecnologias de motores elétricos

Universidade de Coimbra avalia impacto ambiental do ciclo de vida de diferentes tecnologias de motores elétricos

Um grupo de investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) está a avaliar o impacto…
Zimbábue: Presidente anuncia adesão do país ao serviço de internet da empresa Starlink 

Zimbábue: Presidente anuncia adesão do país ao serviço de internet da empresa Starlink 

Zimbábue vai mesmo juntar-se à empresa Starlink do empresário Elon Musk, passando a ser o oitavo país africano a aderir…