Moçambique: Mondlane diz que Renamo tem obrigação de travar ataques

O assessor político do presidente da Renamo, Venâncio Mondlane, reconheceu que o maior partido da oposição em Moçambique tem responsabilidades sobre os ataques do grupo dissidente, que se autoproclama Junta Militar da Renamo. 

Como tal, acrescentou, a formação política tem então obrigação moral de parar o conflito armado e dialogar com esse grupoliderado por Mariano Nhongo. 

“Abrimos uma janela para um diálogo com a própria Junta Militar, no sentido de que a Renamo sente que também tem alguma responsabilidade e tem alguma obrigação moral de criar condições” para a resolução das reivindicações dos rebeldes, afirmou o político. 

Ainda segundo Mondlane, a Renamo “repudia e não se identifica” com os ataques do grupo dissidente. O assessor político de Ossufo Momade manifestou preocupação com a última sequência de ataques e admitiu que os mesmos estão a sofrer uma evolução”. 

Para Mondlanea Renamo tem mostrado uma postura de tolerância e de abertura para o diálogo com os dissidentes liderados por Nhongo.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

O Ministério das Finanças de Timor-Leste divulgou dados que indicam que o Estado gastou mais de 57 mil dólares americanos…
Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

No dia 30 de dezembro do ano passado, o então presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, deixou o país rumo ao…
Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Cerca de 38 organizações portuguesas e quase 300 pessoas assinaram um documento de apoio ao governo democraticamente eleito do Brasil…
Brasil: Empresários do estado do Espírito Santo apostam em investimentos em Portugal

Brasil: Empresários do estado do Espírito Santo apostam em investimentos em Portugal

O investimento social e cultural é o foco da Associação de Portugueses do Estado do Espírito Santo, no Brasil. De…