Moçambique: Mondlane diz que Renamo tem obrigação de travar ataques

O assessor político do presidente da Renamo, Venâncio Mondlane, reconheceu que o maior partido da oposição em Moçambique tem responsabilidades sobre os ataques do grupo dissidente, que se autoproclama Junta Militar da Renamo. 

Como tal, acrescentou, a formação política tem então obrigação moral de parar o conflito armado e dialogar com esse grupoliderado por Mariano Nhongo. 

“Abrimos uma janela para um diálogo com a própria Junta Militar, no sentido de que a Renamo sente que também tem alguma responsabilidade e tem alguma obrigação moral de criar condições” para a resolução das reivindicações dos rebeldes, afirmou o político. 

Ainda segundo Mondlane, a Renamo “repudia e não se identifica” com os ataques do grupo dissidente. O assessor político de Ossufo Momade manifestou preocupação com a última sequência de ataques e admitiu que os mesmos estão a sofrer uma evolução”. 

Para Mondlanea Renamo tem mostrado uma postura de tolerância e de abertura para o diálogo com os dissidentes liderados por Nhongo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

As negociações entre a Ucrânia e a Rússia foram adiadas para esta quinta-feira, 03 de março.  A delegação ucraniana está…
Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

O primeiro-ministro português, António Costa, manifestou publicamente ao Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, a sua gratidão pelo apoio prestado na…
Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

O Procurador-geral da República (PGR) pediu aos magistrados para estarem atentos às pessoas que procuram vias fáceis para enriquecer, às…
Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos moçambicanos da oposição, condenam a invasão da Rússia à Ucrânia. Ambos criticam o “silêncio”…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin