Moçambique

Moçambique: Nhongo ameaça que “disparos não vão parar” se campanha eleitoral continuar

Mariano Nhongo

O autoproclamado líder da Junta Militar da Renamo (JMR), Mariano Nhongo, contactou a imprensa, após alguns dias de silêncio, para apresentar várias reivindicações e avisar que os ataques que têm ocorrido em algumas zonas de Moçambique não vão parar enquanto a campanha eleitoral, iniciada a 31 de agosto, não for suspensa.

“Caso a campanha eleitoral continuar, os disparos não vão parar”, alertou, acrescentando que “se o Governo mandar suspender a campanha eleitoral e adiar as eleições, não haverá sequer um tiro”. As afirmações foram feitas depois de terem sido registados dois ataques esta semana, na região de Zimpinga.

Além das referidas declarações, feitas via telefone a jornalistas sediados na Beira, Nhongo reconheceu realizar ataques na região centro do país e mencionou que os homens armados sob o seu comando mantêm as mesmas exigências perante as autoridades moçambicanas, entre as quais o cancelamento da campanha, o adiamento das eleições gerais de 15 de outubro e o enquadramento dos seus homens nas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), Polícia da República de Moçambique (PRM) e Serviço de Informações e Segurança do Estado (SISE).

“A JMR não se iguala ao falecido presidente da Renamo [Afonso Dhlakama], que era paciente. Quem não nos ouve apanhará tiro, que pode atingir qualquer um, jornalista, administrador, governador e outros”, sublinhou. “Quem está mandar disparar estas armas é o Governo, que não está a aceitar as nossas exigências, muito menos negociar connosco”, ajuntou.

O dirigente da JRM disse ainda que foi contactado por um embaixador acreditado em Maputo, no âmbito das negociações. “Antes tínhamos avisado a este embaixador para não dar aval à assinatura das convenções rubricadas por Ossufo Momade e o Governo, nomeadamente as que regulam o desarmamento e reintegração das forças residuais da Renamo nas FADM, PRM e SISE”, realçou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo