Moçambique: Número de deslocados ultrapassa os 826 mil

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, afirmou que já foram contabilizados mais de 826 mil deslocados devido aos ataques terroristas ocorridos na província de Cabo Delgado.

Outra consequência das frequentes invasões armadas no Norte do país é a existência de mais de 123 mil alunos fora das escolas, por causa do encerramento de 219 estabelecimentos de ensino.

Os dados foram partilhados pelo governante neste domingo, 25 de julho, durante a comunicação à nação, que visou dar a conhecer a situação do terrorismo em Cabo Delgado.

Nyusi falou ainda sobre o mandato das forças estrangeiras, tendo realçado que as mesmas servem para auxiliar as Forças de Defesa e Segurança a restaurar a segurança e a tranquilidade, bem como permitir a retoma da normalidade para consolidar a paz definitiva em Moçambique.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…