Moçambique

Moçambique: Nyusi agrava restrições face à Covid-19

Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi
Filipe Nyusi

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, informou que a partir da meia-noite desta sexta-feira, 15 de janeiro, fica proibida, em todo o território nacional, a abertura de salas de teatro, cinema, museus, galerias, ginásios e frequência às praias. 

As informações foram avançadas através de uma comunicação à Nação, no contexto do Estado de Calamidade Pública devido à pandemia da Covid-19. 

Ainda de acordo com o governante, os mercados, restaurantes, casas de pastos e bottle store passam a ter um novo horário. 

As novas restrições devem-se ao aumento de infeções, mortes e hospitalizações, principalmente neste mês de janeiro. 

Também segundo o chefe de Estado, o Conselho de Ministros realizou nesta quarta-feira, dia 13, uma sessão extraordinária, onde aprovou diferentes medidas com duração de 21 dias. O objetivo, explicou, é inverter a tendência do aumento de infeções e mortes no país.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo