Moçambique: Nyusi considera 2022 decisivo no combate ao terrorismo

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, declarou nesta quarta-feira, 29 de dezembro, que 2022 é decisivo no combate ao terrorismo. Recorde-se que a província de Cabo Delgado tem sido alvo frequente de ataques terroristas desde outubro de 2017.

De acordo com o “Notícias Online”, as afirmações foram feitas enquanto Comandante-Chefe das Forças de Defesa e Segurança, durante uma visita realizada a um quartel militar no distrito de Mueda, em Cabo Delgado.

O Presidente da República encorajou os militares a continuarem a combater os terroristas sem tréguas, uma vez que já se sabe onde muitos se encontram escondidos, depois de escorraçados de várias zonas dos distritos de Macomia, Muidumbe, Palma e Quissanga.

Nyusi exigiu a captura ou eliminação física dos líderes terroristas, que estão atualmente em debandada na sequência do aperto do cerco pelas forças combinadas que integram contingentes do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa).

O governante sublinhou que o regresso da população deslocada às zonas de origem depende principalmente do trabalho que está a ser feito pelo exército.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin