Moçambique: Nyusi diz que ataques no Niassa devem-se à pressão das FDS

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, declarou no seu Informe sobre o Estado Geral da Nação, proferido nesta quinta-feira, 16 de dezembro, que os ataques ocorridos na província de Niassa são frutos da pressão exercida pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) e pelas tropas do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa) na província de Cabo Delgado. 

Também de acordo com o Presidente da República, os ataques noticiados na maior província do país não surpreenderam o Governo, uma vez que as FDS têm monitorado o movimento dos invasores. 

“Já há muito que as FDS controlavam o movimento desses homens, como não só para essa direção. Só para ver, no dia 07 de dezembro foram neutralizados dois homens que saíam de Cabo Delgado para Niassa. No dia seguinte, mais quatro na zona de Mecula, já com catanas, enxadas e etecetera”, partilhou. 

Nyusi acrescentou que cerca de 200 terroristas foram abatidos em combate, incluindo alguns dos principais líderes militares e ideológicos do grupo. Foi igualmente reforçada a segurança em zonas anteriormente críticas, como os distritos de Macomia, Mocímboa da Praia, Muidumbe e Palma. 

Para o governante, “o que estamos a enfrentar é banditismo puro, movido pela cobiça alheia contra uma nação que está prestes a dar um salto qualitativo e quantitativo”

No entanto, apelou à calma face a focos de expansão da ação de grupos armados, tendo pedido aos cidadãos que não entrassem em pânico. “Há vezes em que prefiro o apelo ao não pânico. Quando há uma situação, prefiro enfrentar e não agitar”, concluiu.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…
Cabo Verde: Inaugurado Parque Infantil de Achada Riba em Santa Catarina

Cabo Verde: Inaugurado Parque Infantil de Achada Riba em Santa Catarina

A inauguração do reabilitado Parque Infantil de Achada Riba, “Park Tchada Riba”, contou com a presença do Ministro da Família,…
CCB: Romain Beltrão Teule traz Dobra ao D. Maria II

CCB: Romain Beltrão Teule traz Dobra ao D. Maria II

A performance-palestra Dobra, de Romain Beltrão Teule, chega ao Teatro Nacional D. Maria II na próxima semana, para três apresentações…