Moçambique: Nyusi diz que país é visto como “terra da corrupção”

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, declarou que o país é visto como “uma terra da corrupção onde todos são corruptos”. A afirmação foi feita durante uma reunião do Conselho Nacional de Coordenação entre Órgãos Provinciais Descentralizados e Órgãos Centrais do Estado, em Maputo.

“Não podemos assistir passivamente quando a nossa província, ou o nosso país, é listado como uma terra da corrupção onde todos são corruptos”, disse.

“Tenhamos a coragem de enfrentar a corrupção, mesmo com as intimidações que podemos sofrer”, acrescentou.

As declarações foram feitas na presença de governadores provinciais, secretários de estado provinciais e presidentes de autarquias locais. O governante pediu que os gestores seniores da administração pública não participassem de actos de corrupção e que supervisionassem os seus empregados mais de perto.

Nyusi lembrou que em 2020 houve uma subida significativa no número de casos de corrupção que levaram a ações disciplinares. Naquele ano foram iniciados 1.290 processos contra supostos funcionários públicos corruptos, contra 911 em 2019.

A cidade e a província de Nampula são consideradas as zonas mais corruptas de Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin