Moçambique: Nyusi diz que “problema de Cabo Delgado não é apenas militar”

O chefe de Estado de Moçambique, Filipe Nyusi, admitiu que a solução para a violência armada em Cabo Delgado não é apenas militar.

Assim, o governante acabou por dar razão à sociedade civil e aos académicos que defendem o impulsionamento do desenvolvimento da região. Tal poderia ser feito através de empregos e de políticas públicas mais redistributivas.

“Reconhecemos a necessidade de impulsionar o desenvolvimento sócio-económico e promover maior harmonia social, porque a solução para o problema de Cabo Delgado não é apenas militar”, declarou.

Recorde-se que a província de Cabo Delgado, localizada no norte do país, tem sido atacada desde outubro de 2017. Os grupos armados foram responsáveis pela morte de mais de 1.500 pessoas.

As invasões resultaram igualmente na fuga de mais de 250 mil indivíduos para a capital da província, Pemba, e ainda para outras províncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin