Moçambique

Moçambique: Nyusi espera apoio da União Africana contra terrorismo

O chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi, afirmou que ainda esperava uma manifestação de “firme propósito” por parte da União Africana (UA) na luta contra o terrorismo na província de Cabo Delgado. Recorde-se que este local, situado a Norte de Moçambique, é alvo de ataques armados desde outubro de 2017.

“Em relação aos desafios da área de paz e segurança, permitam-me realçar, perante esta augusta assembleia [da União Africana], a ameaça do terrorismo e o radicalismo violento que o meu país tem vindo a ser vítima”, disse.

As declarações foram feitas durante a abertura da 34.ª cimeira da UA, que se realizou de forma virtual neste fim de semana. A UA nunca se pronunciou acerca da situação de Cabo Delgado e de algum apoio concreto desde que a mesma começou, há mais de três anos.

Assim, o governante deixou um apelo à União Europeia, em busca de assistência logística, capacitação e treinamento das Forças de Defesa e Segurança.

No entanto, referiu que acreditava que a UA ainda poderia fazer a sua parte, de forma específica, para auxiliar.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo