Moçambique: Nyusi exige melhora nos mecanismos de combate à fraude eletrónica

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, exigiu o aprimoramento dos mecanismos de combate à burla e fraude com recurso às redes de telecomunicações, de acordo com a “Rádio Moçambique”.

A declaração foi feita esta segunda-feira, 13 de novembro, tendo sido direcionada às três operadoras nacionais de telefonia móvel. Nyusi fê-la durante a gala de celebração dos 20 anos da Vodacom-Moçambique.

De acordo com o governante, continuam a existir desafios para o acesso das populações rurais a uma instituição bancária em algumas regiões do país.

Neste sentido, prosseguiu, as plataformas de moeda eletrónica oferecidas pelas operadoras de telefonia móvel têm um papel fundamental na aceleração do processo de inclusão financeira dos moçambicanos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

O diretor de Energia e Geologia de Portugal, Jerónimo Cunha, considera que Cabo Verde, apesar de ser um país pequeno,…
Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, apelou aos jovens timorenses residentes no país e na diáspora para deixarem de praticar…
Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

A iniciativa de promoção externa contou com a presença de representantes de onze instituições portuguesas de ensino superior politécnico. A…
Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Pelo menos 41 cristãos foram mortos num ataque na Igreja de São Francisco de Xavier, em Owo, no sudeste da…