Moçambique: Nyusi pede a gestores públicos que combatam corrupção

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, desafiou os governadores, secretários de Estado nas províncias e gestores autárquicos para que se distanciassem da corrupção. Só assim poderiam combater o fenómeno que trava o desenvolvimento nacional, acrescentou.

As declarações foram feitas na abertura do I Conselho Nacional de Coordenação Descentralizada Provincial e Setores do Nível Central, em Maputo. Nyusi aproveitou essa ocasião para declarar que em 2020, por exemplo, foram instaurados no país 1.280 processos contra 911 do ano anterior, o que representou um aumento de casos de corrupção registados e 369 instruídos.

O governante citou a estatística de percepção da corrupção no setor público da transparência internacional referente a 2020, altura em que foram avaliados 180 países. Nessa base estatística, Moçambique está na lista dos países altamente corruptos, com 25 pontos.

Neste âmbito, o chefe de Estado dirigiu-se aos governadores provinciais, secretários de Estado nas províncias e presidentes das autarquias para persuadi-los a intensificar e aprofundar o conhecimento da legislação e das regras de organização e funcionamento dos órgãos descentralizados, além do desenvolvimento de ações que definem as boas práticas de governação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin