Moçambique

Moçambique: Nyusi prorrogou Estado de Emergência pela terceira vez

Filipe Nyusi

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, prorrogou o Estado de Emergência neste domingo, 28 de junho, pela terceira vez, com o objetivo de continuar a combater a pandemia da Covid-19. No entanto, decidiu aliviar desta vez algumas restrições, mas de forma gradual.

“Entre relaxar, manter ou agravar, decidi prorrogar pela terceira vez o estado de emergência por mais 30 dias”, declarou à nação através de um comunicado.

“Decidimos, pois, manter o nível 3 [de restrições] e adequar de forma faseada algumas medidas com impacto na economia do país, permitindo que alguns setores de atividade possam funcionar”, acrescentou.

Na primeira parte desta intervenção, o governante deixou um sinal de preocupação com a situação económica. “Hoje, mais do que nunca, precisamos de reformular cautelosamente as nossas medidas de prevenção: necessitamos de evitar a propagação da Covid-19, mas precisamos também de evitar o colapso da nossa economia. Devemos nos preparar para, de forma proativa, enfrentar o período que se seguirá à presente pandemia”, expôs.

Assim, o Estado de Emergência que estava em vigor desde 01 de abril e cujo período atual termina nesta segunda-feira, 29 de junho, foi prorrogado por mais 30 dias, até 30 de julho.

Nyusi anunciou, entre as medidas revistas, a retoma faseada de aulas presenciais em todos os graus de ensino de acordo com calendários a divulgar dentro de dias, decorrendo o ano letivo moçambicano de fevereiro a dezembro.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo