Moçambique: Nyusi quer país livre de terrorismo, pobreza e Covid-19

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, declarou em um evento da Organização das Nações Unidas (ONU) que Moçambique quer livrar-se da pobreza, da discriminação, do terrorismo e de impactos negativos da Covid-19, além de pretender ser resiliente às mudanças climáticas. 

“Pretendemos alcançar um país livre da pobreza, das desigualdades, da discriminação, resiliente às mudanças climáticas e livre de terrorismo e do impacto negativo da Covid-19”, afirmou nesta segunda-feira, 20 de setembro, através de uma mensagem de vídeo. 

O governante foi um dos participantes do grupo de chefes de Estados africanos no evento virtual, tendo este sido convocado pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

Apesar dos desafios, das incertezas e da limitação de recursos financeiros do país que dirige, Nyusi reiterou o “compromisso inequívoco de implementar, na sua plenitude, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. Neste âmbito, convidou todos para que trabalhassem juntos rumo a um futuro de qualidade. 

O chefe de Estado realçou 17 áreas e ODS em que o país se comprometeu para realizar uma avaliação sistemática das melhorias que quer ver implementadas até 2030, entre as quais na erradicação da fome, na água potável, na educação e no trabalho digno. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin