Moçambique: ONG diz a Nyusi que use dinheiro das dívidas ocultas para combater a Covid-19

O Centro para Democracia e Desenvolvimento (CDD), uma Organização não Governamental (ONG) com sede em Moçambique, sugeriu ao Presidente da República, Filipe Nyusi, nesta segunda-feira, 06 de abril, que o Executivo fosse buscar o valor das dívidas ocultas para financiar ações de proteção social às empresas e famílias durante o combate à Covid-19.

“O CDD aconselha o Presidente a ir buscar o dinheiro das dívidas ocultas para financiar as ações necessárias para a proteção social das empresas e das famílias moçambicanas durante este período de grandes dificuldades económicas”, pode ler-se numa nota divulgada.

A organização mencionou assim as dívidas ocultas do Estado, cujo valor ultrapassa os 2,2 mil milhões de dólares (2 mil milhões de euros). Estas foram contraídas ilegalmente, entre 2013 a 2014, em forma de crédito junto das filiais britânicas dos bancos de investimentos Credit Suisse e VTB pelas empresas estatais moçambicanas Proindicus, Ematum e MAM.

Tal contribuiu para o aumento da crise financeira do país, que, por ter entrado em incumprimento no pagamento aos credores internacionais (‘default’), acabou por ser afastado dos mercados financeiros internacionais.

A CDD afirmou que o valor das dívidas ocultas poderia ser agora aplicado na compra de alimentos, medicamentos e produtos de limpeza, elementos necessários para que a sociedade cumpra o isolamento social proposto pelas autoridades face à propagação da Covid-19.

O Estado “pode e deve ir buscar esse dinheiro nas pessoas que o roubaram e devolvê-lo ao povo, que é o legítimo dono”, defende.

Até ao momento existem, oficialmente, dez casos em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin