Moçambique: OTM quer retoma de negociações do salário mínimo

A Organização dos Trabalhadores Moçambicanos (OTM) quer que sejam retomadas as negociações do aumento do salário mínimo ainda neste ano. No entanto, a ministra do Trabalho já afirmou que não prometia que tal viesse a acontecer em 2021.

A pandemia da Covid-19 agravou mais a economia do país, tendo levado 57 mil trabalhadores para o desemprego. Atualmente, estima-se que 50 mil voltaram a trabalhar. 

“Em contrapartida, estamos há dois anos com aumentos sucessivos de preços de bens e serviços, o que agravou o custo de vida para os trabalhadores que, como se sabe, os seus rendimentos são baixos”, partilhou o secretário-geral da OTM, Alexandre Munguambe. 

A mesma fonte garantiu que, “como representante dos trabalhadores, continuaremos engajados para que o processo de negociação do salário mínimo tenha lugar e traga resultados concretos. 

salário mínimo mais baixo em Moçambique é de 4.200 meticais (60 euros), praticado no subsetor de pesca de Capenta. O mínimo mais elevado corresponde a 11.600 meticais (166 euros), praticado nos bancos e seguradoras, contra um cabaz avaliado este ano em 25.300 meticais (362 euros), tendo como base uma família de cinco membros. 

Em reação a este tema, a ministra do Trabalho disse que não iria não promete aumentosA partir do mês de maio iremos começar a analisar, para que em junho possamos reunir em comissão consultiva e tomarmos uma decisão definitiva. Por isso, não vou fazer nenhuma promessa, esclareceu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…