(c) E-Global.pt

Moçambique: Pandemia e Terrorismo. A história de um país assolado por duas crises.

Desde 2017, a região norte de Moçambique, concretamente a província de Cabo Delgado, tem estado a ser vítima de ataques protagonizados por terroristas, cujos rostos se desconhecem. Estes ataques viriam a intensificar-se em 2019 – o mesmo ano em que no mundo se noticiava, em dezembro, sobre a eclosão da Covid-19. Na altura, descartava-se a hipótese de a doença afectar o país. Entretanto, em março de 2020, concretamente no dia 22, a imprensa nacional noticiava sobre o primeiro caso importado da doença.

 

Diante destes dois cenários, o país que perdera credibilidade internacional devido ao caso das dívidas ocultas – que mergulharam Moçambique numa crise – se vê em mais outras crises, uma de âmbito internacional e outra local.

 

Nisto tudo, Moçambique é forçado a lidar com duas crises, nomeadamente, a Covid-19 e a intensificação do conflito em Cabo delgado. Um país como Moçambique em que a guerra e paz são temas de debate há mais de dez anos, sem se ter um consenso e acordo de paz definitivo, ter a crise de Cabo delgado a intensificar-se , e com suas características particulares, não só afectaria a vida social, assim como, naturalmente, a economia do país.

 

O conflito de Cabo delgado pode retrair os investimentos estrangeiro particularmente para o  sector de gás que tornam aquela província num “El Dorado” de Moçambique, na medida em que se perspectiva reorganizar, por exemplo, a economia do país com base nos ganhos advindos destes recursos naturais.

 

Prolongados, e em caso de se estenderem para mais províncias, certamente atrasarão o desenvolvimento da economia de Moçambique.

 

Apesar de as empresas de exploração de gás a operar naquela província estarem a investir na protecção aos seus acampamentos, através da task force,  a situação naquela província certamente é desmotivadora e vai retrair investimentos.

Mas o mesmo não acontece com outras empresas (médias e pequenas). Estas empresas geralmente não são baseadas na área da exploração, mas sim ao longo da província.

 

Em caso de entregas as empresas têm de se deslocar de carro de Pemba até Palma, por via terrestre. É aí onde reside o perigo. O caminho é longo e sinuoso. Neste sentido algumas perdem oportunidade de negócio, embora agora se tenha pautado pela via marítima.

 

Localmente, uma das consequências tem sido perda de quantias elevadas de dinheiro em receitas e por outro lado os recursos destinados aos sectores sociais têm estado diminuir e colocam em risco a arrecadação das receitas previstas pelo Estado.

 

O custo de vida em Cabo delgado, concretamente em zonas afectas, no norte daquela província, tem encarecido de forma visível.

 

Por outro lado, com a Covid -19 regista-se maior desemprego e um descontentamento por parte das populações e descredibilização dos políticos e o governo, e sobretudo das Forças de Defesa e Segurança, visto que se tem relatado casos de ataques contra civis protagonizados pelas forças moçambicanas contra civis e ataques de forma indiscriminada.

 

Se por um lado, a guerra afeta o país, por outro lado, a Covid-19 cria, igualmente, um sentimento de descontentamento por parte dos cidadãos na medida em que em ambas as situações o governo parece se mostrar incapaz de garantir segurança aos moçambicanos.

 

É preciso que o governo tenha um plano coeso que garanta a mitigação ou erradicação dos ataques , enquanto luta para fazer face a Covid-19 e garanta melhores condições aos cidadãos, muitas vezes com recurso às doações dos seus parceiros estrangeiros.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

A maioria dos candidatos presidenciais assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pacto da unidade nacional. O objetivo é assegurar a…
Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Já estão abertas as inscrições para uma formação gratuita em Marketing Digital na ilha da Brava, avança “A Nação”. Esta…
Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin