Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação de cinco fábricas de processamento de castanha de cajú. Da mesma forma, uma considerável receita fiscal foi perdida. 

Em finais de 2020, as fábricas de processamento de castanha de cajú começaram a reduzir os postos de trabalho, afectando 14.290 trabalhadores e no ano passado (2021), foram arrastados para o desemprego mais 2.892 postos de trabalho.

Não foram tornadas públicas as reais causas da paralisação, e também não se sabe quando voltam a funcionar as cinco fábricas de processamento de castanha de caju nomeadamente, a Condor Nuts localizada na localidade de Anchilo, Condor Nuts de Nametil, Cajú Ilha, Indo África de Meconta e DLM Cashew. Relembre-se que a província de Nampula é a maior produtora de castanha de cajú de Moçambique.

Os números sobre o desemprego resultante da paralisação das fábricas, foram tornados públicos, pelo governador de Nampula Manuel Rodrigues, durante a 6ª Edição do Economic Briefing, organizado há dias, pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique – CTA. 

O encontro analisou o desempenho empresarial do ano passado, severamente afectado pela situação da Covid-19, dos ataques terroristas em Cabo Delgado e dos ciclones Idai e Kenneth, e perspectivou o comportamento económico de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Guiné-Bissau: Ministério Público arquiva o processo contra Domingos Simões Pereira

Guiné-Bissau: Ministério Público arquiva o processo contra Domingos Simões Pereira

No despacho tornado público esta sexta-feira 25 de Fevereiro, o magistrado do Ministério Público, Fernando Mendes, que havia aplicado medida…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin