Moçambique poderá receber material bélico da UE

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, informou que o país poderá receber brevemente material bélico da União Europeia (UE) para combater o terrorismo. A afirmação foi feita depois da visita de trabalho de três dias que realizou à Sede da UE em Bruxelas

Segundo Nyusi, estão a decorrer negociações nesse sentido. “De certeza nós vamos ter apoios no sentido de equipamento que a própria União Europeia usa e que está nos Camarões”, acrescentou, citado pelo jornal “O País”. 

A informação surge num contexto em que as tropas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa) já apelaram por duas vezes por apoio internacional para financiar as operações na província de Cabo Delgado, frequentemente atacada por grupos armados desde outubro de 2017. 

O chefe de Estado moçambicano reconheceu em Bruxelas que “manter tropas por seis meses com todos os custos inerentes não é uma tarefa fácil, por isso é que coloquei esse assunto na mesa”. Isto porque “o combate envolve altos custos para os nossos parceiros. Porque os parceiros não vão continuar por muito tempo. As operações podem ser afetadas por causa da falta de capacidade em termos de recursos”

“Acredito que os próprios países, como também a SADC, devem estar a colocar essas preocupações. Se aparecesse um país que apoia seria bom, porque seria um apoio concreto”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin