Moçambique: Polícia proíbe registo de imagens dos deslocados

A Polícia da República de Moçambique (PRM) proibiu, alegadamente, o registo de imagens dos deslocados que desembarcaram em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado. 

A informação foi avançada por fontes locais, tendo as mesmas mencionado o desembarque de pessoas na praia de Paquitequete. 

Ainda segundo essas fontes, a decisão das autoridades visa impedir a repercussão, a nível internacional, do drama humanitário vivido no país. No entanto, os voluntários que estavam no local consideraram “estranha” a atitude, uma vez que os vídeos e as fotografias permitiram que Moçambique e o mundo vissem  a dimensão do que está a acontecer naquela zona. 

Cerca de 150 embarcações transportaram perto de 12 mil pessoas deslocadas das áreas mais afetadas pelos ataques terroristas na província de Cabo Delgado. Estas vieram de Macomia, Quissanga e também de algumas ilhas do Arquipélago das Quirimbas, tendo atracado em Pemba entre 16 e 27 de outubro. 

O número de deslocados não inclui aqueles que usam a via terrestre nem os que chegam a pé, de acordo com fontes situadas na terceira maior baía do mundo.

One Comment

  1. Diogo Albuquerque

    Porque será que não querem que se veja essas imagens?? mas parece que também não terão sido muito bem sucedidos…
    Censura nunca foi solução para problema nenhum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

As negociações entre a Ucrânia e a Rússia foram adiadas para esta quinta-feira, 03 de março.  A delegação ucraniana está…
Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

O primeiro-ministro português, António Costa, manifestou publicamente ao Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, a sua gratidão pelo apoio prestado na…
Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

O Procurador-geral da República (PGR) pediu aos magistrados para estarem atentos às pessoas que procuram vias fáceis para enriquecer, às…
Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos moçambicanos da oposição, condenam a invasão da Rússia à Ucrânia. Ambos criticam o “silêncio”…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin