Moçambique: Preços aumentaram 2,18% em janeiro

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Moçambique divulgou dados referentes ao passado mês de janeiro, que indicam um aumento geral de 2,18% nos preços nas cidades Beira, Maputo e Nampula. 

Trata-se de uma comparação com o mês de dezembro de 2021. Em janeiro de 2022 as divisões de alimentação e bebidas não alcoólicas e de transportes foram as de maior destaque, ao contribuírem no total da variação mensal com cerca de 1,21 e 0,51 pontos percentuais (pp) positivos, respetivamente. 

Comparativamente a janeiro do ano anterior, Moçambique teve no primeiro mês deste ano um aumento de preços na ordem de 7,80%. Segundo o INE, as divisões de alimentação e bebidas não alcoólicas e de restaurantes, hotéis, cafés e similares foram, em termos homólogos, as que registaram maior variação de preços com cerca de 10,92% e 9,12%, respetivamente. 

“Analisando a variação mensal pelos três centros de recolha, que servem de referência para a variação de preços do país, nota-se que em Janeiro último, todas as cidades registaram aumento de preços, com a cidade da Beira a se destacar com cerca de 2,60%, seguida da Cidade de Maputo com 2,29% e por fim a cidade de Nampula com aproximadamente de 1,69%”, pode ler-se na nota do INE. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin