Moçambique: Preços de produtos subiram 0,63% em janeiro

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) verificou que Moçambique registou um aumento mensal do nível geral de preços na ordem de 0,63%, tendo a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas obtido destaque ao registar uma variação de preços na ordem de 1,5%. Essa divisão comparticipou para o total da inflação mensal com cerca de 0,47%. 

Para chegar a estes números, o INE usou como referência os dados recolhidos nas cidades de Maputo, Beira e Nampula em janeiro. 

Analisando a variação mensal por produto, verifica-se o aumento de preços do tomate em 7%, da couve em 21,9%, da alface em 18,7% e do peixe fresco em 2,3%. Outros produtos e serviços cujo preço subiu foram o ensino primário do 1.º grau particular e o óleo alimentar. No geral, estes produtos e serviços contribuíram no total da inflação mensal com cerca de 0,52%. 

No entanto, alguns produtos e serviços contrariaram a tendência de subida, ao contribuírem com cerca de 0,20% negativos. Foi o caso da cebola (13,5%), do carvão vegetal (1,7%), do ensino superior particular (3,1%) e dos serviços de Internet café (22,4%).

Relativamente a igual período do ano passado, Moçambique registou uma subida de preços na ordem dos 3,48% em 2020. As divisões de saúde, de alimentação e de bebidas não alcoólicas foram em termos homólogos aquelas que tiveram maior variação de preços, com 7,66% e 7,65%, respetivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, partilhou publicamente a vontade de consolidar o processo de desenvolvimento sustentável em Cabo…
Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

O Ministério das Relações Exteriores de Angola afirma, através de uma nota de imprensa oficial, que as relações comerciais com…
Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin