Moçambique: Presidente anuncia Emergência de Saúde Pública

Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, declarou o fim da Situação de Calamidade Pública nesta quarta-feira, 20 de abril. O anúncio foi feito durante uma Comunicação à Nação. 

Nesse mesmo discurso, o governante anunciou a Emergência de Saúde Pública e que o uso de máscaras deixaria de ser obrigatório em locais abertos. “Entretanto, nos locais fechados e nos transportes públicos, o uso da máscara continua a ser obrigatório. As crianças de até 11 anos de idade ficam isentas de usar a máscara”, especificou. 

Ainda segundo Nyusi, a redução da taxa de positividade da Covid-19, da taxa de ocupação de camas e da média diária de casos ditou a tomada destas medidas. 

Quanto às viagens, prosseguiu, os passageiros e tripulantes, que entrarem no país devem apresentar um certificado que comprove a vacinação completa ou um teste PCR com resultado negativo feito há 72 horas ou menos. Já as crianças até aos 11 anos de idade não necessitam de qualquer comprovativo relacionado com a Covid-19. 

Quem testar positivo deverá ficar sete dias em isolamento, mas as pessoas que tenham tido contacto direto com casos confirmados não estarão sujeitas à quarentena. Quanto a cerimónias fúnebres de óbitos por Covid-19, o número de participantes não deverá exceder a 50 pessoas. 

No entanto, o chefe de Estado frisou que a sua comunicação não deveria ser entendida como o fim da pandemia. “O comportamento de cada um de nós continuará a ser determinante. O controlo da pandemia está nas nossas mãos”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Governo conta com BAD para modernizar transportes públicos

Timor-Leste: Governo conta com BAD para modernizar transportes públicos

O Governo timorense e o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) apresentaram um plano para modernizar os transportes públicos e responder…
Goa: Empresas farmacêuticas locais alvo de críticas por realizarem recrutamentos fora do estado

Goa: Empresas farmacêuticas locais alvo de críticas por realizarem recrutamentos fora do estado

A crescente contestação dos partidos da oposição, em Goa, às empresas farmacêuticas locais que recrutam trabalhadores fora do Estado, levou…
Moçambique: Obras de reabilitação da EN1 previstas para outubro/novembro

Moçambique: Obras de reabilitação da EN1 previstas para outubro/novembro

O Governo de Moçambique informou que as obras da Estrada Nacional Número 1 só vão começar em outubro ou novembro…
Cabo Verde: Povo sente cada vez menos que políticos respondem às suas preocupações

Cabo Verde: Povo sente cada vez menos que políticos respondem às suas preocupações

O relatório sobre Estatísticas da Governança, Paz e Segurança 2023 indica que apenas 14,2% dos cabo-verdianos têm a percepção de…